PRAÇA MATRIZ DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES É USADA DE CASA E BANHEIRO PARA ANDARILHOS


Quem chega ao centro da cidade de Luis Eduardo Magalhães avista logo a Igreja Matriz que fica localizada no centro da cidade considerada a capital do agronegócio, a Praça Sérgio Alvim Mota, a principal do município. 

Após denúncias de que a praça estava abandonada e se deteriorando, a equipe do programa Voz da Cidade da Rádio Cidade AM 670, foi até o local e constatou a veracidade do fato, além de se deparar com vários andarilhos que estão morando no local. 

O repórter Metrô Agnaldo Santos conversou com alguns homens que estavam na Praça. 



A localidade vem se tornando ponto de encontro de pessoas que não têm onde ficar. 

De acordo com informações levantadas pelo Repórter, as pessoas que trabalham na no local, homens de várias idades utilizam o local como ponto de encontro para consumo de bebidas alcoólicas e drogas.

“Isso é uma vergonha para a cidade, não denuncio porque tenho comércio aqui, estou todos os dias no local e tenho medo”, desabafou um comerciante que pediu para não ser identificado pois tem medo de represália por parte da atual gestão, que fora apontada como perseguidora e vingativa. 


Além de ficarem no local, os homens utilizam os bancos da praça como camas, as lixeiras para estender roupas, como se fossem um varais e as paredes da Igreja, como banheiro Público.

“Nós somos todos trabalhadores, estou aqui esperando emprego, não nego serviço não, não sou ladrão", disse um dos homens que estava na praça que não se identificou. 

Além de roupas espalhadas por toda praça, comida sendo feita nos jardins, também foi encontrado vários litros vazios de bebida alcoólica, copos descartáveis vazios, sacolas e papéis espalhados aos redores, o que torna o local sujo e impróprio para sua finalidade de origem - encontro de jovens e passeios de famílias. 

   

O que chama atenção é que ninguém da Secretaria de Ação Social de Luis Eduardo Magalhães até hoje, mesmo vendo diariamente esses andarilhos no local, nunca estiveram na praça para sequer saber o que estava acontecendo.

Uma senhora que faz parte de grupos da Igreja Matriz, veio até a equipe de reportagem e revoltada desabafou. “Isso é uma vergonha para toda a cidade, a Prefeitura não toma providencias, o lugar fica sempre sujo, eles usam as paredes da Igreja para fazer suas necessidades. Chegam a defecar nas próprias calçadas, em qualquer lugar, já comunicamos o fato à Prefeitura, já pedimos que construíssem um banheiro público e até hoje nada foi feito. A Igreja e os fiéis é que de vez em quando ajudam de alguma forma. Não aguentamos mais o mau cheiro e o perigo que estas pessoas vem trazendo à sociedade", concluiu a senhora.


Segundo comerciantes que ficam localizados próximo à praça, até o momento não se percebe nenhuma atitude por parte da Prefeitura Municipal, através do Trabalho Social para resolver em definitivo esse problema, e o que se vê, é que o número destes andarilhos tem aumentado dia após dia. 

Outra reclamação constante dos moradores de Luis Eduardo Magalhães, é a deteorização que tem ocorrido nas dependências da Praça, mais especificamente nos estacionamentos que circulam a localidade. Os carros que estacionam por lá, tem seus veículos prejudicados pelas pedras soltas e pedaços de concretos grandes que quebram, riscam ou tira a tinta da lataria dos carros. "Esses dias eu fui estacionar, e o para-lama do meu carro detonado por conta desse pequeno problema, que se torna em nosso dia a dia um transtorno", revelou um comerciante que estaciona seu carro todos os dias no estacionamento da praça, mas, mais uma vez, preferiu não se identificar por medo.


                          

É importante lembrar, que a praça é um dos pontos de referência em Luis Eduardo Magalhães e a gestão municipal tem obrigação de mantê-la em ordem e dar suporte a essas pessoas que vieram de várias localidades do estado para se instalarem na Praça Matriz.

www.fernandopop.com - Fonte: Departamento Jornalístico Rádio Cidade Lem



Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

Pobre jenti voce queria ficar pelo menos uma noiti no lugar deles .sera que tem algum forajido sera que tem algum
asasino. olha que nao tem .na casa do senhor senpre cabe mais um.e ai omde eles sao acolhido . guado estou presizando de alguem para trabalho eu vou ater eles i sao persoas trabalhdoras. mesmo bedimdo esmola gastao o que ganhou comprado no mercado visinho. perdoai meu deus que eles nao sabem o que dizem

nao sobe o que er uma noiti de fome. ~~~~~**esor luxuria.