ACERTO DE CONTAS: SISTEMA AJUDA POLÍCIA A CUMPRIR PRISÕES EM BARREIRAS


Amparada por mandados de prisões, a polícia do oeste da Bahia vem prendendo indivíduos em dívida com a Justiça. Um ponto a favor das autoridades policiais e judiciária é o uso da tecnologia através da informática.

presos-sistema-2Quando a polícia aborda um suspeito, basta por exemplo consultar “a vida

dele” nas ferramentas chamadas SINESP ou INFOSEG, que onde ele estiver em dívida com a Justiça, em território brasileiro, o sistema vai informar. Veja alguns casos:


Policiais Militares atenderam a uma ocorrência referente a ameaça em São Desidério, sábado, 29 de agosto. No local os militares abordaram Gleidson de Oliveira Souza, por ameaçar uma pessoa na Praça Juarez de Souza. Logo os policiais consultaram e encontraram no sistema um mandado de prisão da justiça de Goiânia, contra Gleidson.

A dívida dele com a Justiça é referente a um crime de homicídio. Ele já está preso no Complexo Policial de Barreiras, à disposição da justiça goiana.

Em Barreiras, na semana passada, sexta-feira (11) em Barreirinhas, por estar em atitude suspeita, o barreirense Weslley Wilky Silva de Jesus, foi abordado por policiais militares. Mais uma vez o sistema jogou a favor da justiça. Na consulta, os militares constataram que contra o suspeito existia em aberto um mandado de prisão preventiva da Justiça de Barreiras.




Na última quarta-feira (16), policiais civis do serviço de inteligência de Barreiras, prenderam o cotegipano Marcelo dos Reis de Souza, conhecido no mundo do crime como “Marcelo Dedão”. O rapaz encontrava-se no Serviço de Atendimento ao Cidadão, tentando tirar documentos novos, quando foi surpreendido por agentes de polícia.

Durante o atendimento no SAC, os dados de Marcelo foram lançados no sistema, que logo informou a existência de dois mandados de prisões contra o delinquente. A justiça de Barreiras e de Senador Canedo (GO), tinham dois mandados de prisão contra Marcelo, que ultimamente residia no Conjunto Barreiras – l. De acordo com a polícia, Marcelo e acusado de prática de diversos furtos e roubos.

O sistema vem mostrando ser uma “arma” a mais contra os criminosos procurados pela Justiça. Segundo os usuários dessas ferramentas tecnológicas, basta lançar os números do CPF ou RG do suspeito e dar um clique, que vai aparecer na tela do computador se ele está limpo ou sujo com a Justiça em todo o Brasil.

Vale ressaltar que o SINESP,é uma ferramenta que pode ser usada por qualquer cidadão, ou seja, ela tem acesso livre. Para ter no seu Smartphone ou computador basta baixar o aplicativo.




www.fernandopop.com - Fonte RB.am
Reações:

0 comentários: