CANTOR PABLO É PROCESSADO POR PLÁGIO


A sofrência foi parar na Justiça. Conhecido como Rei do Arrocha, o cantor Pablo passou por um banho de loja desde que ficou famoso: cortou o cabelo alisado de chapinha, maneirou no uso de maquiagem e adotou a barba. Será com esse novo visual que ele vai enfrentar os tribunais.

O artista é acusado pelo compositor nordestino Marinho de Almeida de plágio e de apropriação de música. “O Pablo foi até o programa do Rodrigo Faro, na Record, em maio, e chorou ao cantar a música Mãe. Fez todos pensarem que ele tinha escrito para a sua própria mãe”, diz Mônica Zilinskas, advogada de Almeida.

Seu cliente pede 2 milhões de reais de indenização de Pablo, da Record e de Faro. O argumento é que, mesmo após solicitada, a emissora não se retratou. No programa veiculado, Faro afirmou que a música era de autoria de Pablo. O cantor, por sua vez, não desmentiu. A música Mãe foi composta em 1995.

Em nenhum momento Pablo afirma ser autor da referida música. É fato que o cantor nunca mais conseguiu interpretar a canção depois da morte de sua mãe”, defende-se Josué Eleutério, empresário de Pablo. Procurada, a assessoria de imprensa da Record diz não ter conhecimento do processo. O caso corre em primeira instância.



www.fernandopop.com - Fonte - Veja SP
Reações:

0 comentários: