MORRE MOTOCICLISTA ATROPELADO POR CAMINHONETE NA MADRUGADA DE DOMINGO EM BARREIRAS

 morte-pedro

No último domingo (8), por volta 5 horas da manhã, no perímetro urbano da BR-242 em Barreiras (BA), aconteceu um acidente envolvendo uma moto e um carro, que terminou em morte.

O motociclista Pedro Henrique dos Santos Cordeiro, 26 anos, na colisão entre sua moto e uma caminhonete, foi gravemente ferido e ficou internado no Hospital do Oeste até o início da noite desta terça-feira (10), quando faleceu.

Consta nos registros policiais que o condutor da caminhonete Jeandson Bastos da Silva, 20 anos, natural de Itaberaba (BA), estava alcoolizado. Isso foi constatado através do teste de bafômetro que ele foi submetido, tendo o resultado sido de 0,63 álcool em seu organismo.

Enquanto Jeandson estava detido no Complexo Policial local, e seus familiares providenciavam a sua soltura mediante o pagamento de fiança, Pedro em estado grave era atendido e lutava contra a morte no Hospital do Oeste.

De acordo com o registro da polícia militar, entregue na polícia civil, Jeandson além do estado visível de embriaguez alcoólica, não apresentou carteira nacional de habilitação.

Moto e caminhonete faziam sentidos opostos, quando ocorreu o acidente em frente ao clube da AABB. Pelos destroços, principalmente da moto, tem-se uma ideia do impacto entre os veículos.

Jeandson sofreu ameaças de linchamento por populares tendo que ser retirado às pressas do local, sob proteção policial da PM, para não ser agredido pelas pessoas revoltadas.

O caso iniciado como lesão corporal no trânsito, agora está sendo apurado pelo delegado policial José Romero, como homicídio culposo no trânsito.

Conforme José Romero, quando Jeandson foi ouvido no dia do acidente, negou que dirigia o veículo, atribuindo a responsabilidade da condução a outro rapaz de prenome Walas.

morte-pedro-3

                                                      Jeandson

Nesta quarta-feira (11), Walas Gabriel dos Santos Machado, que foi citado por Jeandson, esteve na polícia e nega veementemente que dirigia a caminhonete. Walas diz e garante que Jeandson era quem dirgia o carro, e que além deles dois, no veiculo estava um outro rapaz de prenome Jeferson, que também será ouvido pela polícia.

Uma coisa que o delegado do caso afirma, é não ter dúvida de que Jeandson era o condutor do veículo. Para tanto, José Romero garante que duas testemunhas informaram que viram Jeandson sentado no banco do motorista da caminhonete, que inclusive pertence a seu pai, Carlos Dean Silva Oliveira.

De acordo com Romero, Carlos Dean, pai de Jeandson, ao ser ouvido alegou que não sabia que seu filho havia saído com seu carro. Para o delegado José Romero isso é comum e faz parte da estratégia de defesa.

moto-pedro-2

Jeandson pagou fiança no valor de dois salários mínimos no mesmo dia do ocorrido, conforme seu direito garantido na lei de trânsito, e está respondendo em liberdade.

Segundo o delegado José Romero, Jeandson será intimado para um novo interrogatório nos próximos dias.

O corpo de Pedro Henrique dos santos Cordeiro, foi encaminhado ao IML do Complexo Policial de Barreiras.



www.fernandopop.com - Fonte - RB


Reações:

0 comentários: