GEDDEL CAI EM GOLPE DE TELEFONEMA DE PRESÍDIO: ‘FUI ENGANADO’

Geddel cai em golpe de telefonema de presídio: ‘Fui enganado’
Foto: Bruna Castelo Branco / Bahia Notícias

O presidente estadual do PMDB, Geddel Vieira Lima, caiu em um golpe por telefone em que o interlocutor fingiu ser o vice-governador de Pernambuco, Raul Henry (PMDB). De acordo com Geddel, ele chegou a desconfiar do golpe, porém, ao retornar a ligação, houve até a simulação de que o telefone estava sob a responsabilidade de um assessor do vice-governador pernambucano. “Eu estava acompanhando meu pai quando ligaram para o diretório do PMDB. Eu cheguei a desconfiar, liguei de volta, mas aí fingiram que era um assessor do vice-governador. A voz era muito parecida”, conta Geddel, que prefere levar o caso com bom humor, mesmo após depositar cerca de R$ 1,5 mil pedido pelo golpista. “Ele disse: ‘Estou com filho meu, em Conde, no Litoral Norte, e deu problema no terminal da Caixa. Ele está precisando de uma quantia irrisória’. Era o cara!”, relata o peemedebista baiano. “Depois me ligaram para dizer que pegaram o cara dentro do presídio”, completou. “No momento de tanto roubo, fui eu o roubado”, lamentou. “Fui enganado. Pior são os amigos, olharem para mim...”, brincou Geddel.
Reações:

0 comentários: