MEC DIVULGA LISTA DOS 68 CURSOS QUE TIVERAM VESTIBULAR SUSPENSO; 6 ESTÃO NA BAHIA


O Ministério da Educação (MEC) divulgou nesta quarta-feira (23) a lista dos 68 cursos proibidos de fazer vestibular no país. A punição para cursos considerados insatisfatórios no Conceito Preliminar de Curso (CPC) atinge seis graduações na Bahia.Os cursos obtiveram notas 1 e 2, numa escala que vai até 5, nas duas últimas avaliações do MEC, feitas em 2014 e 2011. A lista com o nome dos cursos e das instituições foi publicada no Diário Oficial da União.


Todos os cursos atingidos estão em Salvador, como o de Ciências Biológicas da Universidade Federal da Bahia, Educação Física (licenciatura), na Universidade Católica do Salvador, que também teve outros dois cursos de música (licenciatura) suspensos.

Estão ainda na lista o curso de música (licenciatura) da Faculdade Evangélica de Salvador e o curso de Letras - Língua Portuguesa. Este último, assim como de outras 21 graduações no restante do país, tiveram trajetória descendente do CPC, ou seja, pioraram na avaliação entre 2011 e 2014.Segundo o jornal O Globo, esses cursos sofrerão inspeção in loco feita pelo MEC e terão de assinar protocolo de compromisso com melhorias previstas para pleitear a abertura de novas vagas.

Os demais cursos punidos, mesmo tendo melhorado nas duas últimas avaliações, foram insuficientes para sair das faixas 1 e 2 do CPC. Assim, só poderão receber novos alunos se firmarem um termo de ajuste com o governo federal.O CPC é calculado com base na avaliação de desempenho de estudantes concluintes, corpo docente, infraestrutura, recursos pedagógicos e outras variáveis. 

A cada três anos, um grupo de graduações passa pelo crivo do MEC. A avaliação feita em 2014, cujos resultados ocasionaram as punições publicadas hoje no Diário Oficial, abrangeu graduações nas áreas de ciências exatas, licenciaturas e afins.

A partir da publicação de hoje, determinando a suspensão de vestibular nos cursos atingidos, o ingresso de novos alunos está proibido. Mas, segundo o MEC, fica resguardado o direito de estudantes que eventualmente tenham passado em seleção e já estejam matriculados.
Reações:

0 comentários: