ESTUPRADOR PROCURADO PELA POLÍCIA DA BAHIA E PIAUÍ É MORTO NO MUNICÍPIO DE BARRA/BA

896aa759-4e2d-450f-886e-4a920ec60257_opt
Procurado pela Polícia no estado do Piauí e região Oeste da Bahia, o estuprador Jaelson Pereira dos Santos, 30 anos, vulgo “Gaivota” terminou morto na noite desta terça-feira, 23, por volta das 23h 00, no Distrito de Igarité, município de Barra/BA, a 80 quilômetros da cidade. Uma mulher que estava em companhia do bandido também foi alvejada e morreu no local.
Ele era acusado de invadir casas, estuprar e roubar duas mulheres na zona rural de Barreiras/BA. Segundo a Polícia Civil, Jaelson atacou as vítimas na noite de sexta-feira, 19, na Fazenda Água Salgada, onde matou um cachorro que pertencia a uma das vítimas, com um disparo de arma de fogo.
Ainda segundo informações policiais, além de violar os domicílios e estuprar as vítimas, Gaivota teria roubado delas, três aparelhos celulares e R$500. Uma delas estava grávida e foi encaminhada para o hospital do Oeste.
O mesmo respondia a três Inquéritos policiais em Barreiras por roubos e estupros, município onde era casado e tinha três filhos. Na cidade de Corrente no estado do Piauí, o marginal estava sendo procurado desde 24 de junho de 2014, na zona rural, depois de violentar sexualmente três mulheres, mãe e filha, uma menor de 14 anos, além de uma idosa de 67 anos. Na ocasião, uma delas o reconheceu, uma vez que seu aparelho celular foi encontrado em poder do maníaco.
Uma força tarefa foi montada para intensificar as buscas ao criminoso, com viaturas (carros e motos), tendo o reforço de policiais civis e militares da 83ª e 84ª companhias independentes, sediada em Barreiras, 85ª CIPM  de Luiz Eduardo Magalhães e da 86ªCIPM  de Formosa do Rio Preto.
Mortes
O agente investigar de polícia Ari, plantonista da delegacia de Barra, informou que o corpo de Gaivota e da mulher, possivelmente sua companheira de convívio serão encaminhados para o IML do município. O policial não soube informar a identidade dela, nem detalhes sobre as circunstâncias das mortes. “Temos informações extraoficiais de uma troca de tiros, mas ainda não tenho como afirmar. Nossa equipe está para o local”, declarou.
O caso será apurado pela Coordenadoria Regional, que tem como delegado titular o bacharel em direito, Mirosvaldo Santos Menezes.


www.fernandopop.com - Fonte - Alô Alô Salomão
Reações:

0 comentários: