CONFIRMADO: MÉDICA CUBANA MORREU COM H1N1


A médica cubana Clara Eliza, 46 anos, que morreu a semana passada no Hospital Oeste, de Barreiras, foi mais uma vítima da gripe H1N1. A informação já chegou ao conhecimento do prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro, que acionou a Secretaria de Saúde local para tomar medidas de prevenção junto às pessoas que tiveram contato com Clara, que trabalhava e ficou internada no Hospital Municipal da cidade.


Clara Eliza começou a ter sintomas da H1N1 no domingo (17), mas só foi internada em Bom Jesus da Lapa no dia seguinte. Como o estado de saúde dela piorou, houve a transferência para Barreiras, a fim de que tivesse melhores condições de atendimento, mas meia hora depois de dar entrada na UTI ela morreu.

A Secretaria de Saúde, através da assessoria de comunicação ainda confirmou a informação, depois de ter recebido o resultado dos exames do material colhido pelo Laboratório Central da Bahia (Lacen). Os exames foram concluídos ontem à noite.

Com essa confirmação, sobe para 10 o número de mortes no estado, provocadas pela gripe H1N1. Essa constatação ocorre um dia depois da divulgação de um boletim do Ministério da Saúde, que coloca a Bahia como sexto estado com maior número de casos em todo o Brasil.




www.fernandopop.com - Fonte - Agora na Bahia
Reações:

0 comentários: