MORTE DE SCHUMACHER “É UMA QUESTÃO DE HORAS”, DIZ MÉDICO

Michael Schumacher está muito próximo da morte. Pelo menos é o que diz um dos neurocirurgiões que operou o piloto alemão, que sofreu um gravíssimo acidente quando esquiava nos alpes franceses, em 29 de dezembro de 2013.

"Ele não pesa mais do que 45 quilos e apenas um milagre pode mantê-lo vivo. Resta esperar. É uma questão de horas", afirmou o médico, em entrevista ao site News Every Day.

Por ter batido a cabeça, o ex-campeão da Fórmula 1 entrou em coma e passou por diversas 
cirurgias. Schumi ficou seis meses em coma e despertou em junho de 2014. Depois disso, o alemão foi levado para casa, pela família, em setembro do mesmo ano. Desde então, o O heptacampeão da F1  vem recebendo acompanhamento 24 horas por dia.

Com 91 vitórias em Grandes Prêmios em uma carreira de 19 anos na Fórmula 1, Michael Schumacher o heptacampeão da categoria é atualmente o piloto mais vencedor da história. Vemos a seguir em imagens os momentos de sua carreira:

Nascimento e primeiros anos

Michael Schumacher nasceu em 3 de janeiro de 1969, em Hürth, na Alemanha, filho de Rolf e Elizabeth Schumacher. O pai lutou muito pelo futuro do filho no automobilismo e inclusive teve um segundo emprego para isso

Kart

Schumacher iniciou a carreira no kart muito cedo, em 1973

Precocidade na Formula 3

Ele logo provou que era um atleta diferenciado, ao ser campeão de kart em 1984 e 1985. Com o sucesso extraordinário para a idade, Schumacher ainda foi campeão europeu de kart em 1987. Ele logo entrou para a Formula 3 com 19 anos e foi campeão desta categoria em 1990 

Entrada na Jordan e mudança para a Benetton

O talento notável levou que o jovem piloto logo assinasse com a escuderia Jordan em 1991. Um ano depois ele entrou para a Benetton

Championship with Benetton

Schumacher made an instant impact at Benetton, winning his first Grand Prix in Belgium in 1992 and notching up championship titles in 1994 (eight wins) and 1995 (nine wins).

Na Ferrari

O alemão entrou para a Ferrari em 1996 e venceu três corridas, terminando o ano em terceiro lugar

Polêmico 1997

A temporada de 1997 teve uma disputa entre Schumacher e o canadense Jacques Villeneuve. Schumacher foi para a última corrida com uma vantagem de um ponto e acabou perdendo, não sem antes tentar tirar o colega da corrida de Jerez, na Espanha

1999

Schumacher estava em excelente forma em 1999, mas acabou quebrando uma perna no circuito de Silverstone

Cinco campeonatos consecutivos

Em 2000, Schumacher finalmente ganhou um campeonato na Ferrari, vencendo nove corridas naquele ano e tornando-se o primeiro campeão na escuderia desde 1979. Sua série de vitórias continuou e ele venceu os quatro campeonatos seguintes.
(Foto) Schumacher comemora com socos no ar e a equipe ao labo no pit-wall pouco antes de cruzar a linha de chegada em Melbourne Albert Park no dia 12 de março de 2000

Polêmica com Rubens Barrichello

Em 2002 a Ferrari pediu ao segundo piloto da equipe, Rubens Barrichello, que desacelerasse para ajudar Schumacher a vencer o Grande Prêmio da Áustria. O episódio rendeu vaias da torcida

Quebrando o recorde de Juan Manuel Fangio

Ao vencer o campeonato de 2003, Schumacher quebrou o recorde do argentino Manuel Fangio e se tornando o maior campeão da história da F1 com seis títulos. Ele ainda ganharia mais uma vez em 2004, tornando-se hepta
Depois de temporadas relativamente tranquilas em 2005 e 2006, nas quais terminou em terceiro e segundo, respectivamente, Schumacher deu adeus a uma carreira de 91 vitórias em Grandes Prêmios

Volta com a Mercedes

Schumacher anunciou seu retorno em 2009 com a Ferrari após uma lesão obrigar Felipe Massa a sair do esporte. No entanto, ele acabou assinando com a equipe Mercedes. Não foi um retorno muito impressionante para o piloto alemão e ele não conseguiu vencer nem uma única corrida durante seus três anos de retorno. Schumacher se aposentou definitivamente em 2012.
(Foto) Schumacher dirige para o pit lane durante a primeira sessão de treinos livres da Fórmula 1 do Grande Prêmio da China, em Xangai, em 16 de abril de 2010

Competições em outras categorias

Após a aposentadoria Schumacher correu na Fórmula 3000 e, antes da Fórmula 1, nas 24 Horas de Le Mans

Honras e prêmios

O sucesso de Schumacher na Fórmula 1 rendeu o Laureus World Sportsman of the Year (foto) duas vezes e, em abril de 2002, também foi indicado um dos Campeões da UNESCO para o esporte ao lado de nomes de Sergey Bubka e Pelé

Trabalho de caridade

Schumacher é conhecido por seu grande coração quando se trata de doar para boas causas e se envolve em vários esforços humanitários, em 2002, tornou-se embaixador especial da UNESCO e também doou US$ 10 milhões para ajudar as vítimas do tsunami de 2004 no Sudeste Asiático

Mulher e filhos

Ele se casou com Corinna Betsch em 1995 e os dois tiveram uma filha, Gina-Marie, e o filho Mick. Ele mantém sua vida privada em segredo

Magnata da F1

Os prêmios e patrocínios colocaram Schumacher como o segundo atleta mais bem pago de 2004 na lista da Forbes

Acidente com esqui

Em dezembro de 2013, Schumacher sofreu ferimentos graves na cabeça enquanto esquiava com seu filho nos Alpes franceses. Ele foi induzido ao coma por seis meses, antes de se mudar para um hospital em Lausanne, na Suíça. Em setembro de 2014, ele foi liberado do hospital e continua a terapia em casa. Em fevereiro de 2016, Luca di Montezemolo, o ex-chefe da equipe Ferrari F1, descreveu a saúde de Schumacher como "más" em uma entrevista
Reações:

0 comentários: