SUZANE VON RICHTHOFEN É LIBERADA DA CADEIA PARA DIAS DA MÃES

Suzane von Richthofen, presa pelo assassinato dos pais em 2002, deixou a penitenciária de Tremembé, por volta das 9h desta quarta-feira (4), para passar o Dia das Mães em liberdade. De acordo com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), ela deve retornar à cadeia na próxima terça-feira (10).
A saída temporária, concedida a presos que cumprem o regime semiaberto e têm bom comportamento, foi autorizada pela Justiça a pedido do Ministério Público.
No caso de Suzane, ela saiu um dia antes que os demais detentos que têm o mesmo direito. Seu defensor, o advogado Rui Freire, informou que a medida foi tomada para evitar o assédio a que a presa estaria sujeita caso saísse com as demais. Além disso, segundo ele, na saída da Páscoa, pela mesma razão, ela ficou um dia a menos que os outros detentos fora do presídio. Freire não informou onde Suzane vai passar o Dia das Mães.
O juizado da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, que atende Tremembé, não se manifestou sobre a saída. O cartório, no entanto, informou que a medida cumpre a legislação e que outras presas também condenadas por matar os pais tiveram concedido o direito à saída temporária pelo Dia das Mães.
Presa desde 2002, Suzane conseguiu passar do regime fechado para o semiaberto em outubro de 2015. Em dezembro, a juíza da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, Sueli Zeraik Armani, negou o pedido de saída temporária de Natal, após parecer do Ministério Público ter apontado um endereço desconhecido do seu círculo de amizades.
Suzane foi condenada por matar os pais em 2002, ao lado dos irmãos Christian e Daniel Cravinhos, que estão no regime semiaberto desde 2013 e já usufruem do benefício de saídas temporárias de Dias das Mães, Dia dos Pais e Dia das Crianças, além das festas de fim de ano.
Reações:

0 comentários: