MULHER CAI EM CISTERNA E FICA MAIS DE 15 HORAS À ESPERA DE SOCORRO NO TOCANTINS


Uma mulher de 53 anos caiu em uma cisterna abandonada e ficou por mais de 15 horas no buraco à espera por socorro, no Bairro Imperial, em Porto Nacional, a 52 km de Palmas. Segundo os Bombeiros, a queda foi por volta de 6h desta terça-feira (14), mas Ana Maria Pinto de Carvalho só foi resgatada por volta das 22h. 

Segundo o sargento Danilo Neres Nunes do Corpo de Bombeiros, a vítima relatou que saiu de casa de manhã à procura de plantas para fazer chá. "Ela percorreu alguns lotes ao redor da casa onde mora à procura de plantas e não percebeu que em um terreno tinha uma cisterna desativada, por causa do mato ao redor", contou. 

Além do mato, a vítima sofre de problemas de visão e não conseguiu ver o buraco, de cerca de 12 metros de profundidade. No decorrer do dia, os parentes sentiram a falta dela, procuraram e a encontraram por volta de 21h. 

O Corpo de Bombeiros foi acionado para ajudar nas buscas e a resgatou. "Um bombeiro desceu, fez as amarrações e nós subimos ele e a senhora", explicou o sargento. A mulher estava consciente, não apresentava fraturas, mas tinha escoriações pelo corpo e queixava de dores nas costas, conforme as informações. Ela foi levada para o Hospital Regional de Porto Nacional.
Reações:

0 comentários: