APÓS ELEIÇÃO, EURES ELEGE COMO PRIMEIRO ATO A LUTA POR DERRUBADA DE VETO DO ISS


Novo presidente eleito da União dos Municípios da Bahia (UPB), o prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PSD), prometeu nesta quarta-feira (25) lutar por melhorias para todos os gestores do estado. “Vou representar os meus colegas, toda a Bahia, todos que estiverem ligados à UPB. Vou dar o máximo de mim”, garantiu, logo após receber o resultado. 

Eures lembrou sua trajetória na política e reforçou que sua eleição demonstra o quanto seu partido, o PSD, é “significativo no processo eleitoral”. “Muito positivo o resultado. Toda vitória é vitória. Vitória você não mede pelo tamanho, mede pela expressão de apoio. Eu dei o máximo de mim, as lideranças deram o máximo delas e foi uma vitória significativa”, avaliou. Segundo ele, seu primeiro ato à frente da UPB vai ser buscar uma forma de reverter o veto do presidente Michel Temer à reforma do Imposto Sobre Serviços (ISS). 

O presidente vetou do projeto o dispositivo que transferia a cobrança do ISS, antes feita no município do estabelecimento prestador do serviço, para o município do domicílio dos clientes de cartões de créditos e débito, leasing e de planos de saúde. Essa alteração da tributação para o domicílio do cliente era uma antiga reivindicação de prefeitos. 

Entretanto, o mecanismo foi vetado, pois, segundo o governo, a mudança traria “uma potencial perda de eficiência e de arrecadação tributária”. "Nós vamos primeiro fazer uma avaliação da casa, da conjuntura da UPB. E a primeira bandeira nossa é lutar pela derrubada do veto do ISS que prejudica financeiramente os municípios da Bahia", avaliou Eures. 

Questionado se a sua vitória refletiu o apoio do governador Rui Costa (PT), o presidente eleito desconversou: “É a vitória da classe política, que monta uma equipe aqui. Mas eu creio que a vitória de Eures é das prefeitas e prefeitos. Eu vou buscar aqui com muita humildade, já dei um abraço em Luciano, unir todos os prefeitos em prol de uma UPB mais forte". 



www.fernandopop.com - Fonte - BN
Reações:

0 comentários: