CAMINHÃO COM 32 TONELADAS DE DERIVADOS DO LEITE TEM PNEUS ROUBADOS NO MUNICÍPIO DE BARREIRAS

caminhao-01
Bandidos sequestraram o motorista e o ajudante da carreta, carregada com 32 toneladas de leite em pó e produtos derivados do leite, na madrugada de sexta-feira, 06, por volta de 02h 00, mas roubaram apenas os 28 pneus do veículo da empresa Trans Cabraleira, avaliados em R$ 60 mil reais e os deixaram amarrados na cabine e com os olhos vendados, na BR-242 (município de Barreiras), na altura do quilometro 796, saída para Salvador/BA. A carga saiu de Corumbaíba-GO com destino a Salvador-BA.
Marivaldo Jesus de Sousa de 31 anos, contou que foi acordado com dois homens armados quebrando o vídro da janela do caminhão e ameaçando para que ele e seu companheiro não reagissem. Em seguida, para tranquilizá-los, os criminosos disseram que só queriam as coisas do patrão e ordenaram que ambos ficassem no sofá cama da cabine, enquanto isso, conduziram o veículo para uma estrada vicinal, onde retiraram todos os pneus.
Eles ficaram até ao amanhecer na cabine do caminhão, quando conseguiram se soltar das cordas e procuraram o complexo policial no bairro Aratu, a fim de registrar ocorrência do assalto e pedir proteção para a carga, que corria risco de ser saqueada.
caminhao
Ao receber notícia do roubo, o proprietário do caminhão contratou dois seguranças e solicitou apoio da Polícia Militar para preservar a mercadoria e o veículo, até que o mesmo chegasse em Barreiras, no entanto, apesar das medidas preventivas, o motorista alega que mais de 5% do leite foi furtado enquanto ele foi à delegacia, mas uma parte foi encontrada no matagal, perto dali. “Eu me deparei com algumas caixas de leite escondidas, quando me afastei do carro para fazer necessidades fisiológicas”, comentou.
De acordo com a polícia civil, são constantes os roubos contra motoristas de caminhões na BR 242, principalmente no trecho entre o posto carne assada e a serra do Saco, onde os veículos transitam em baixa velocidade.


www.fernandopop.com - Fonte - Alô Alô Salomão
Reações:

0 comentários: