MÃE QUE TENTOU VENDER FILHA POR R$ 400 ESTAVA BÊBADA QUANDO FOI DETIDA


A mulher que tentou vender a filha de três meses por R$ 400 em um bar de Luís Eduardo Magalhães, na região oeste da Bahia, estava bêbada quando foi localizada pelo Conselho Tutelar, e pela Polícia Civil. A informação foi divulgada pelo delegado Leonardo Mendes na segunda-feira (9), ele é o responsável por acompanhar o caso. A mulher foi detida na última sexta-feira (6).

Ainda de acordo com o delegado, as crianças, uma de três meses e outra de dois anos, estavam dormindo em cadeiras de plástico enquanto a mãe bebia com outras pessoas.

A mulher foi detida e encaminhada para a delegacia, mas não chegou a prestar depoimento porque estava embriagada, e sem condições de falar.

O delegado explicou ainda que a mãe das crianças pode ser presa, e perder a guarda dos filhos em definitivo. "Isso vai ser estudado com bastante cautela, com bastante atenção, para que a gente possa dar a resposta o mais rápido possível, não só para essa senhora, mas para toda população", disse Leonardo Mendes.

Desde sexta-feira, dia em que a mulher foi encontrada no bar, as crianças foram levadas até a avó materna, que está com a guarda provisória dos netos. A mulher que tentou vender a filha era aguardada para prestar depoimento na segunda-feira, mas não compareceu na delegacia da cidade. A expectativa da polícia é de que ela compareça ao local nesta terça-feira (10).

O caso
Uma mulher foi detida pela polícia após denúncias de que ela estaria tentando vender a filha, de três meses, por R$ 400, em Luís Eduardo Magalhães, cidade na região oeste da Bahia.
Segundo informações do Conselho Tutelar, a mãe foi encaminhada para a delegacia na sexta-feira (6), e liberada no mesmo dia.

O caso foi acompanhado pelo Conselho Tutelar, que recebeu as denúncias e contou com ajuda da polícia para confirmar o crime. O bebê foi encontrado junto com o irmão, de dois anos, no fundo de um bar, onde a mãe tentava efetuar a venda. 

A mãe foi impedida de ter acesso às crianças até que o caso seja concluído. Ainda de acordo com o Conselho Tutelar, o pai das crianças também vive no município, mas não mantinha contato com os filhos, e até a manhã desta segunda-feira, 09, não havia sido localizado.




www.fernandopop.com - Fonte - Barreiras Noticias
Reações:

0 comentários: