DECRETADO ESTADO DE EMERGÊNCIA EM LEM



Uma força-tarefa de ajuda humanitária para socorrer as vítimas que se encontram desalojadas ou desabrigadas em decorrência da enchente que assolou a cidade na última sexta-feira (10), foi organizada pelo Prefeito Oziel Oliveira e todo o seu secretariado.
Desde a manhã de sábado, a Administração Pública e voluntários unem forças para apoiar as pessoas que perderam seus objetos pessoais (casas, móveis, roupas, documentos e etc.), sendo forçados a abandonar seus lares em caráter emergencial. 

Antes do final do dia de hoje já haviam sido entregues às famílias: 190 cestas básicas, 85 kits de material de higiene, 85 kits de material de limpeza, 110 kits enxoval (roupas e calçados) e 120 kits com colchões, lençóis, travesseiros e cobertores.



Um ponto de apoio para distribuição dos donativos e cadastramento das vítimas foi montado na Escola Vânia Aparecida, onde também estão sendo servidas as refeições principais aos desalojados.
Um levantamento preliminar realizado pela Prefeitura – que enviou equipes para levantamento de danos estruturais e sociais nos locais mais afetados dá conta de que até o momento, 125 casas tiveram suas estruturas comprometidas ou foram tomadas por água e lama, tornando impossível ou desaconselhável a permanência de seus moradores. Deste número, 35 famílias foram já foram alojadas pela prefeitura em casas seguras, através do aluguel social. Cerca de 90 famílias aguardam auxílio-moradia, abrigadas em casas de parentes ou amigos.
O trabalho continua e durante a semana os números serão atualizados para que se tenha uma dimensão real dos estragos e do número de vítimas. As chuvas ainda caem sobre Luís Eduardo.


A Prefeitura solicita às pessoas que continuem fazendo doações de mantimentos, colchões, medicamentos, material de limpeza e higiene, roupas de cama e para uso pessoal, no ponto de apoio localizado na Escola Vânia Aparecida.
O Prefeito decretou ESTADO DE EMERGÊNCIA hoje pela manhã e deve viajar para Salvador ainda na noite de hoje, levando relatórios, documentos, vídeos e fotos do estado atual do município.

“Continuamos nos empenhando para amparar e proteger todas as pessoas que tiveram que sair às pressas de suas casas, conquistadas à custa de muito suor e sacrifício. É revoltante ver famílias perdendo seus pertences, móveis, a própria residência por causa dos alagamentos decorrentes dos crimes ambientais. Nesse momento, a Prefeitura e centenas de voluntários estão unindo forças para levar solidariedade às vítimas, que se encontram desalojadas ou desabrigadas. Mas precisamos de mais ajuda, da comunidade e dos governos. Precisamos reconstruir o que foi perdido e cuidar do canal para evitar que outros desastres aconteçam. Vivemos uma situação de emergência em nosso município.” Desabafou o Prefeito Oziel.
No meio da tarde desta segunda-feira, a chuva voltou a cair sobre a cidade.
Fonte: ASCOM, prefeitura de LEM
Reações:

0 comentários: