ACUSADO DE EXPLODIR BANCO EM IRECÊ MORRE EM CONFRONTO COM A PM

Depois da ação de uma quadrilha com homens fortemente armados que explodiram a agência do Banco do Brasil em Irecê, no centro-norte baiano, na madrugada desta segunda-feira (20), a polícia montou um forte esquema de segurança na região.
Em uma ação nesta terça-feira (21), equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe)/ Semi-Árido realizavam diligência com a finalidade de capturar um dos indivíduos integrante da quadrilha que tentou roubar bancos no município de irecê, na última segunda-feira (20).
Segue nota divulgada:
PMBA      –       CPE
CAESA     –      BOPE
? OPERAÇÃO IRECÊ
?APREENSÃO DE ARMAS DE FOGOS
?MORTE EM DECORRÊNCIA A RESISTÊNCIA A AÇÃO POLICIAL
Em data de 21/03/17, por volta 12h30, durante diligências com vistas a captura da quadrilha que tentou roubar o banco no município de Irecê, a equipe da SOInt da CAESA e a equipe do BOPE empregada na operação, ao checarem informações afetas a um integrante da quadrilha, de nome Ricardo Freire de Souza, vulgo “Soró”,  integrante da quadrilha de Zé de Lessa que tinha contra um mandado de prisão em aberto da comarca de Floresta/PE que ao avistar aproximação da guarnição reagiu com disparos sendo revidada a ação pelos policiais, o qual acabou sendo alvejado e socorrido ao Hospital Regional de Irecê todavia chegou sem sinais vitais. O indivíduo estava portando um revólver, calibre .38, marca Taurus, numeração 1294518 com 03 cartuchos deflagrados e uma espingarda, calibre 12, marca Boito, sem numeração, com um cartucho calibre 12 intacto. As armas apreendidas e o fato ocorrido foi registrado na Delegacia Regional de Irecê.


www.fernandopop.com -  Fonte: Noticiasdagente
Reações:

0 comentários: