CABO DO CORPO DE BOMBEIROS É ASSASSINADO NA CURVA DO S EM BARREIRAS


O bombeiro militar João Batista da Silva, nome de guerra “Jota Silva”, foi executado supostamente a tiros de pistola e arma longa, na Avenida Severino Vieira, no cruzamento com a Rua Barão de Cotegipe, próximo ao semáforo, por volta das 17h 15 desta quinta-feira (02).

Segundo informações colhidas no local pelo Tenente Partelli Osklen, o crime foi praticado por ocupantes de um Onix/Chevrolet, de cor branca, de placa não identificada, que interceptaram o veículo Golf, de cor branca, placa JST 8878, onde estava o bombeiro, que transitava no sentido Praça Castro Alves.

O tenente ainda declarou que Jota Silva tinha saído a poucos minutos do quartel do Corpo de Bombeiros, onde participou de uma aula do curso de Formação de Soldado a Cabo da instituição e minutos após, recebeu a notícia do crime.

Quando questionado sobre suspeitas do crime, Partelli declarou que o soldado respondia a um processo administrativo por ser acusado de participação em um crime de homicídio, mas não mencionou nomes.

O SAMU foi acionado, porém, ao chegar à área do homicídio, já o encontrou sem sinais de vida. Pelo menos seis cápsulas de bala (pistola) foram encontradas próximas ao automóvel do militar.

A delegada Marineide Pires, titular do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e o perito criminalista Mauro Medeiros iniciaram as investigações no local do crime. O corpo foi removido ao Instituto Médico Legal do complexo policial do bairro Aratu.


 





Reações:

0 comentários: