IV SEMANA DE INTEGRAÇÃO UNIVERSITÁRIA DÁ INÍCIO AO SEMESTRE LETIVO NA UFOB



Ocorreu nesta segunda-feira (27), a abertura da IV Semana de Integração Universitária da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB). O evento dá início ao semestre letivo da instituição e o campus de Luís Eduardo Magalhães contou com a presença da reitora Iracema Veloso que conversou com a comunidade acadêmica local.

A UFOB é uma das universidades públicas mais novas do país. No dia cinco de junho de 2013 foi sancionada a lei que criou a universidade, no entanto, só passou a funcionar efetivamente a partir do segundo semestre de 2014. Com sede em Barreiras, a UFOB também conta com campi em Barra, Bom Jesus da Lapa, Santa Maria da Vitória e Luís Eduardo Magalhães.

A reitora Iracema Veloso falou sobre os avanços que a universidade vem alcançando em pouco mais de dois anos de funcionamento efetivo. “De fato a nossa universidade tem avançado tanto no ensino, quanto na pesquisa, na extensão e na inovação, em todos os campi da universidade”, destacou a reitora.

A UFOB conta hoje com cerca de 3500 alunos nos cinco campi da universidade. Em Luís Eduardo Magalhães, a universidade oferta dois cursos: Engenharia de Produção e Engenharia de Biotecnologia, abrindo 45 vagas anuais para cada curso.

Projetos de Extensão
Os projetos de extensão de uma universidade visam fazer atividades que envolvam a comunidade que está fora do ambiente acadêmico. A UFOB já conta com alguns desses projetos. Dentre eles está a Universidade da Maturidade, projeto que visa acolher pessoas acima dos 45 anos para atividades no ambiente acadêmico. A proposta é oferecer para essas pessoas atividades de caráter multidisciplinar, envolvendo conhecimentos nas áreas de Artes, Saúde, Humanidades, Ciências e Comunicação. A reitora Iracema falou sobre o interesse do prefeito Oziel em implantar o projeto em Luís Eduardo Magalhães. “O prefeito se interessou muito por esse projeto, e nós já estamos com nossos assessores entrando em contato com a equipe da prefeitura para que possamos ofertar, ou seja, trazer para a universidade esse público que de certa forma hoje está fora da universidade, as pessoas acima de 45 anos que sonharam um dia vir para a universidade. Nós desejamos muito que esse projeto vá adiante. Não precisa ter nenhum tipo de formação, mas aqui eles vão receber uma formação generalista, vão poder dar a sua contribuição, trazer sua experiência para os outros”, disse a reitora.

Além de projetos educacionais, como a Universidade da Maturidade, a UFOB também visa a criação de um Centro de Referencia em Recuperação de Áreas Degradadas (CRAD) em Luís Eduardo Magalhães. Já está sendo criado um CRAD em Barreiras e a ideia é expandir para as demais cidades que contam com campi da UFOB. A reitora Iracema já conversou com o prefeito Oziel sobre esse projeto e, em breve, poderá ser implantado no município. “A ideia é que nós tenhamos um CRAD sediado em Luís Eduardo, que possamos colaborar com essa questão ambiental, especialmente a questão dos rios, com essa questão da revitalização, inserir nossos estudantes nessas demandas, porque a universidade está aqui justamente para servir a sociedade, para também estudar os problemas locais e poder trazer soluções que essa é umas das nossas funções, além, claro, da formação dos nossos estudantes”, disse Iracema.

Nova sede da UFOB em LEM
Em janeiro de 2016 a UFOB lançou um edital para a doação de área para a instalação definitiva de um campus na cidade. O processo já foi encerrado e a construção da nova sede deverá começar em breve. “Já podemos dizer que hoje a UFOB campus de Luís Eduardo Magalhães tem uma área de terreno definitivo e isso vai nos dar força para começar a tão sonhada construção que vai permitir um espaço físico capaz de desenvolver todas as atividades”, declarou a reitora. O local da sede definitiva da UFOB será próximo ao Complexo Bahia Farm Show.



www.fernandopop.com - Texto: Túlio França
Reações:

0 comentários: