MÃE DE CRIANÇA SEQUESTRADA PELO PAI EM LUÍS EDUARDO MAGALHÃES FALA SOBRE O CASO NO PROGRAMA CIDADE TOTAL

Há duas semanas, uma criança de nove meses chamada Yankka Martins Avelino foi sequestrada pelo pai (Carlos Henrique, também conhecido como Baru, 36 anos) em Luís Eduardo Magalhães. A mãe, Safira Avelino, de 19 anos, esteve presente nesta quarta-feira (19) no programa Cidade Total da Rádio Cidade e relatou a sua versão do sequestro de sua filha.

O sequestro ocorreu na primeira quinta-feira do mês de abril (6) em Luís Eduardo Magalhães. Safira Avelino conta que o pai da criança, Carlos Henrique, deixou uma carta dizendo que estava indo embora com a filha para muito longe. “Sei que vai procurar, mas não vai encontrar, estaremos bem longe de tudo e de todos”, diz um trecho da carta.
Carlos Henrique, antes do sequestro, residia em Gurupi-TO e trabalhava como professor de capoeira. Os dois se conheceram em um evento de capoeira em Luís Eduardo Magalhães há pouco mais de dois anos. Safira mudou-se para Gurupi e morou na cidade tocantinense até o final do ano passado. Devido a uma discussão do casal, Safira voltou a morar em Luís Eduardo Magalhães com a sua mãe.

Carlos Henrique costumava visitar a filha e, na última visita, saiu para passear com Yankka e não voltou mais. “Dia seis de abril agora ele chegou lá em casa me pedindo pra assinar um recibo de cinco mil reais, dizendo que ia deixar 24 meses de pensão adiantada pra filha dele porque ele estava indo embora pra África. Aí eu falei que só ia assinar o recibo quando ele trouxesse o dinheiro, ele pediu pra poder ir na Caixa com a Yankka, pra poder pegar o dinheiro, ele pediu pra colocar umas roupas na bolsa, porque ele ia tirar foto com ela na praça pra se despedir, daí então até hoje, treze dias”, disse Safira Avelino referindo-se ao desaparecimento da filha Yankka.

Foto divulgada nas redes sociais com Yankka no colo do seu pai e sequestrador, Carlos Henrique.

Quem tiver alguma informação sobre o paradeiro de Yankka pode entrar em contato diretamente com a polícia através do 190 ou ligar para Safira Avelino no número (77) 99871 5451.
Reações:

0 comentários: