EMBASA RETIRA LIGAÇÕES CLANDESTINAS NO DISTRITO INDUSTRIAL DE BARREIRAS


Durante atividade focada na redução de perdas de águas, a equipe técnica da Embasa identificou e retirou, no final de março, quatro pontos de ligações clandestinas no bairro Distrito Industrial, em Barreiras, no oeste da Bahia. A água estava sendo irregularmente utilizada para abastecer cerca de 10 casas de uma área de ocupação espontânea nas proximidades. Estima-se que estivessem sendo desviados cerca de 400 mil litros de água por dia, o suficiente para atender, diariamente, 400 casas com 10 mil litros de água. 
Segundo o gerente de operações de água da Embasa, Marcos Rogério Moreira, a irregularidade prejudica o abastecimento daqueles imóveis devidamente cadastrados, que consomem água sem desperdícios. “Vinha sendo prejudicado o abastecimento dos bairros Santo Antônio e Conquista, além dos residenciais Arboreto e São Francisco, na saída para o Piauí, que utilizam a mesma rede distribuidora. Além das perdas comerciais para a empresa, a interferência na rede da Embasa pode comprometer a oferta e a qualidade de água para quem paga as suas contas em dia”, explica. 
Desde o início de 2017, a Embasa reforçou as equipes de campo para intensificar o combate a irregularidades na rede distribuidora, a exemplo de ligações clandestinas (furto de água direto da rede distribuidora), by pass (desvio do ramal para que a água não seja contabilizada) e violação de hidrômetros (medidores). No início do ano, foi retirada uma ligação clandestina na BA -227, que desviava cerca de 40 mil litros de água por dia e prejudicava o abastecimento nas localidades do Riachinho, Nanica e Barreiras Norte, em Barreiras. Os autores foram autuados e respondem processo por furto de água. 

Qualquer intervenção no hidrômetro ou na rede da Embasa com o intuito de furtar água é qualificada como crime contra o patrimônio, de acordo com o artigo 155 do Código Penal Brasileiro, cujo parágrafo 3º, ao tratar de furtos, equipara “à coisa móvel a energia elétrica ou qualquer outra que tenha valor econômico”. O usuário que estiver nessa situação deve se antecipar e procurar um ponto de atendimento da Embasa para regularizar sua ligação. Caso a população identifique alguma ligação clandestina, pode denunciar pelo 0800 0555 195.


Assessoria de Comunicação da Embasa
Unidade Regional de Barreiras (UNB)
Reações:

0 comentários: