LEM: HOMEM NEGA ESTUPRO

Um homem de 30 anos que foi preso em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia, suspeito de estuprar um garoto de 12 anos, negou o crime. Apesar de, segundo a polícia, ele ter sido flagrado na cama, sem roupa, com o garoto, o homem disse que não fez nada de errado.
“Eu mesmo não estava fazendo nada. As perícias vão ver aí, os exames vão ver. Se eu dever, vou pagar pelo que eu devo”, disse o suspeito, o operador de máquinas Alexandro Oliveira, de 30 anos, em entrevista à TV Oeste. O caso ocorreu no conjunto habitacional Solar dos Buritis. O suspeito, segundo a polícia, é vizinho da vítima.
“Ela [a eposa do suspeito] quando chegou em sua casa, adentrou em um dos cômodos e encontrou tanto o seu marido como a criança nus, na cama, e automaticamente ela acionou a 85ª CIPM”, afirmou o delegado Leonardo Mendes, que investiga o caso. Ainda conforme a polícia, Alexandro ainda tentou fugir, mas foi localizado por moradores do bairro, que tentaram agredir o suspeito. O homem foi conduzido pela PM para a delegacia.
A criança contou que não é a primeira vez que foi abusada pelo suspeito. Exames médicos já foram solicitados, e o inquérito tem o prazo de dez dias para ser concluído. Este foi o segundo caso de estupro a crianças na cidade em apenas uma semana. Outro homem de 55 anos foi preso no dia 14 de junho suspeito de estuprar a neta de quatro anos.
O homem está preso na delegacia do município em uma cela separada dos outros detentos. De acordo com o Conselho Tutelar de Luís Eduardo Magalhães, ele também é suspeito de abusar de outras três crianças da mesma família.
Ainda conforme o Conselho, a criança está com os pais e será acompanhada por um psicólogo do Projeto Borboleta, que recebe vítimas de qualquer tipo de violência doméstica na cidade. A Polícia Civil informou ainda que solicitou exames da garota de quatro anos para comprovar o estupro. 


www.fernandopop.com - Fonte -  G1
Reações:

0 comentários: