FORMOSA DO RIO PRETO: APÓS PRISÃO VICE-PREFEITA DIZ QUE FOI TRATADA COMO BANDIDA

A vice-prefeita com escoriações no pescoço

Em Formosa do Rio Preto ainda é intensa a repercussão da prisão da advogada e vice-prefeita Verônica Santos Nascimento Lisboa. O fato aconteceu neste domingo, 20 de agosto e teve como protagonista o tenente PM Sulivan da 86ª Companhia militar da cidade.

O assunto chegou a Salvador e provocou protestos na Assembleia Legislativa da Bahia, movimentou a secretaria de Segurança Pública e chegou ao conhecimento do governador Rui Costa. 
De acordo com informações a vice-prefeita ao tentar defender Cledson Sales Leite, de 32 anos que havia sido preso por porte ilegal de arma, teria se desentendido com o tenente PM Sullivan e recebeu voz de prisão. O fato aconteceu nas dependências do Hospital Altino Lemos Santiago, onde o preso estava sendo atendido por apresentar ferimentos na cabeça. No seu relato, feito ao blog Mais Oeste, Verônica conta o seguinte sobre a agressão que teria sofrido do militar

” Ele me deu um golpe, me deu uma gravata e me retirou a força me arrastando pelo hospital até chegar no camburão, olha eu nunca vi isso eu já fui assaltada na estrada, eu e minha família ficamos a mercê de três assaltantes mas ontem ( domingo ) eu fui muito mais mal tratada, humilhada , eu fui arrastada e levada para o camburão como eu fosse uma bandida, isso não existe “ disse Verônica Lisboa.
A Corregedoria da Polícia Militar até o final da tarde não havia se manifestado sobre o assunto.


www.fernandopop.com - Fonte  - Mural do Oeste
Reações:

0 comentários: