BARREIRAS: FEIRANTES SUSPEITAM QUE INCÊNDIO NO CAB PODE TER SIDO PROVOCADO POR DEZENAS DE LIGAÇÕES ELÉTRICAS IRREGULARES













"Aqui existiam mais de 200 ligações elétricas irregulares. Pode ter sido isso que causou este incêndio". A opinião é do feirante Isídio Júnior, comerciante muito conhecido em Barreiras e proprietário de um box no CAB. Ele disse ao Mural do Oeste que o seu prejuízo passa de 75 mil reais. "Perdi tudo, freezers, balcão, mesas, cadeiras, equipamentos de trabalho e toda a minha mercadoria." Outro feirante, o senhor Anísio Calixto dos Santos era dono de um box que vendia tempero. Ele também perdeu tudo no incêndio e estava desolado. Anísio afirmou que sobrevivia do seu trabalho na feira e chegava a vender até 700 reais por dia. "Agora não sei o que fazer. Perdi tudo."

São muitas as histórias de vida que vão sendo reveladas aos poucos depois que um incêndio de grandes proporções destruiu boa parte do Centro de Abastecimento de Barreiras e transformou estabelecimentos comerciais em escombros. O fato aconteceu na madrugada de domingo para segunda feira, 09 de outubro, por volta de 1 hora.

O senhor Mamede Pereira Lopes, de 80 anos, acorda cedo todos os dias para trabalhar na feira livre do centro de Barreiras. Apesar de ter perdido tudo e ter um prejuízo que ainda não conseguiu calcular, ele estava aparentemente calmo. "Estou com vida e isso é o que importa" ressaltou.

Dois galpões foram destruídos e um terceiro chegou a ser atingido. Frutas, verduras, prateleiras, mesas, cadeiras, geladeiras, televisores, lonas plásticas, tudo virou ferro queimado e cinzas. Parte do teto de um dos galpões desabou e, neste momento, dezenas de pessoas estão no local observando o estrago provocado pelo fogo. A destruição só não foi maior porque o Corpo de Bombeiros agiu com rapidez e conseguiu conter as chamas. Um comerciante das proximidades disse que viveu uma noite de terror com medo do fogo se espalhar e provocar uma grande tragédia. "Graças a Deus só aconteceram danos materiais, isso se recupera, o mais triste seria se tivesse vitimado alguém".

A perícia isolou a área e já está fazendo o levantamento para tentar identificar as causas do incêndio.  "Isso já era mais do que esperado com o tando de gambiarra que tinha ai dentro. Esta semana a anergia caiu algumas vezes, pois a fiação não suportava a carga elétrica para abastecer freezers, câmaras frias, geladeiras, motor de fazer caldo de cana. Era uma grande bagunça" afirmou um comerciante que pediu para não ser identificado. Eles aguardam agora um pronunciamento oficial da Prefeitura de Barreiras e do Corpo de Bombeiros para saber quando o CAB vai ser recuperado e quando eles tentarão reiniciar a vida a partir do zero.




www.fernandopop.com - Fonte - Mural do Oeste
Reações:

0 comentários: