SUA VOZ AQUI TEM VEZ: EM AUDIÊNCIA PÚBLICA, CÂMARA DE SÃO DESIDÉRIO DÁ ULTIMATO NA EMBASA



 A audiência pública realizada na última quinta-feira (09), na Câmara de Vereadores de São Desidério, que tratou da qualidade da prestação de serviços de abastecimento de água no município, com o perdão do trocadilho – pegou fogo.

Com o plenário lotado, a presença de todos os vereadores e a condução irretocável do presidente da Casa, vereador Marusan Ferreira; os representantes da EMBASA tiveram que explicar diversas questões sobre os problemas no serviço, tanto para os populares, que puderam dirigir perguntas diretamente a eles, quanto para os vereadores, que haviam se preparado para este momento, elencando durante mais de 60 dias, as reivindicações da comunidade.


Na audiência foi apresentado um vídeo produzido pela própria Câmara de Vereadores durante os últimos dois meses. Nele foram registradas as visitas técnicas realizadas pelo presidente da Casa, acompanhado de alguns vereadores, às instalações da EMBASA, desde a captação, passando pelo armazenamento, tratamento e distribuição, além dos depoimentos de alguns populares que relataram os problemas decorrentes da precária prestação de serviços da empresa. 

O vídeo também registrou o trabalho de pesquisa dos vereadores em relação aos mesmos serviços (captação, armazenamento, tratamento, controle de qualidade e distribuição de água) prestados pela SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto em dois municípios do oeste baiano: Santa Maria da Vitória (maior que São Desidério) e Santa Rita de Cássia (menor que São Desidério). Segundo o presidente, o intuito deste registro foi mostrar para a EMBASA e para os são-desiderianos que é possível sim, ter prestação de serviços de qualidade com planejamento e administração responsável.

“Nosso intuito não é pleitear a retirada da concessão da EMBASA (que, aliás, encontra-se vencida) e sim mostrar para a empresa que não existe justificativa plausível para a péssima prestação de serviços que o povo de São Desidério está recebendo. Em algumas localidades nosso povo paga as contas e não tem água ou tem das cinco da manhã até as sete. E ainda são ignorados no atendimento ao consumidor via telefone. Esta situação não pode e não vai permanecer. Nós estamos pessoalmente empenhados na resolução deste problema.” Afirmou o presidente Marusan Ferreira.


Os representantes da EMBASA ouviram as denúncias e reivindicações, responderam ao que foi possível  e garantiram trabalhar para a resolução dos problemas com a maior brevidade.

A audiência também tratou da segurança pública no município e diversas questões foram levantadas, inclusive no tocante à falta de efetivo policial para atender as ocorrências e fazer o trabalho preventivo.

“São Desidério representa muito na geração de divisas para o Estado e não recebe investimentos e atenção adequada. Um município com uma enorme extensão territorial não pode contar com apenas dois policiais e viaturas! Por mais que os policiais se apliquem no cumprimento do seu dever, não existe possibilidade de manter a ordem  e a segurança dos cidadãos. Vamos trabalhar para mudar esta realidade.” Disse o vereador Zé Ilton.

Participaram da audiência, que se iniciou às 10h e se estendeu até às 16h, além dos representantes da EMBASA, os representantes da segurança pública, do conselho tutelar, do judiciário e o prefeito Zé Carlos, acompanhado de alguns secretários municipais.

www.fernandopop.com - ASCOM - São Desidério
Reações:

0 comentários: