MAIS DE OITO ANOS DEPOIS, POLÍCIA CIVIL APURA MORTE DE PRESO EM BARREIRAS


Mais de oito anos depois, a corregedora-chefe da Polícia Civil, Kátia Maria Brasil Abude, criou, conforme publicação no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (19), uma comissão permanente de processo administrativo disciplinar e sindicância para apurar a morte de um preso, no interior da Delegacia Territorial de Barreiras.  

Ainda de acordo com o documento, o colegiado tem um prazo de 30 dias para investigar as circunstâncias e a possível responsabilidade de servidores pela morte de Marivaldo dos Santos Oliveira, de 24 anos, conhecido como Nocha, no dia 29 de junho de 2009. De acordo com relatos da época, Marivaldo Oliveira foi espancado, morto e teve o corpo jogado dentro de uma caixa de esgoto no pátio do complexo policial.







www.fernandopop.com - Fonte - Mais Oeste
Reações:

0 comentários: