LEM: POLÍCIA PRENDE AUTOR CONFESSO DE DOIS HOMICÍDIOS

Investigadores da Divisão de Homicídios da Polícia Civil de Luís Eduardo Magalhães, coordenados pelo Delegado de Polícia Dr. Joaquim Rodrigues, por volta das 18h25m do dia 07/05/2018, cumpriram o mandado de prisão temporária expedido pelo Dr. Claudemir da Silva Pereira, Juiz de Direito da Vara Crime desta Comarca, em desfavor de Gedson Pereira Lopes de Jesus, vulgo “Neguinho”, apontado como autor de dois homicídios dolosos praticados neste ano de 2018, decisão esta proferida após parecer favorável da 2ª Promotoria de Justiça.
A representação pela prisão de Gedson, vulgo “Neguinho”, foi elaborada após colheita de elementos de prova que o apontava como autor dos homicídios praticados contra as vítimas Valdemir Barros de Azevedo, conhecido como “Azevedo” (12/02/2018) e Ramon Oliveira dos Santos (28/04/2018), crimes estes que o representado acabou confessando a autoria e ainda confirmou tê-los praticado com arma branca do tipo faca.
O Delegado de Polícia Dr. Joaquim Rodrigues afirmou que Gedson, vulgo “Neguinho”, chegou a ser preso em flagrante pela polícia militar na data de 05/05/2018 por ter sido surpreendido traficando drogas no Bairro Conquista, em Luís Eduardo Magalhães, no entanto, após a comunicação de sua prisão junto ao Plantão Judiciário da Comarca de Barreiras/BA, o Juiz de Direito Plantonista acabou relaxando a prisão de “Neguinho”, liberando-o da prisão.
Cumpre informar, todavia, que a prisão temporária em questão foi decretada nesta segunda-feira dia 07/05/2018 pelo Dr. Claudemir da Silva Pereira, Juiz de Direito da Vara Crime de Luís Eduardo Magalhães e, de imediato, os Investigadores de Polícia diligenciaram e conseguiram localizar e prender Gedson, vulgo “Neguinho” que, segundo informações, preparava sua fuga deste município na noite desta terça-feira dia 08/05/2018.
Por fim, o DPC Joaquim Rodrigues mais uma vez ressaltou a importância do trabalho conjunto da Polícia Civil, Poder Judiciário e Ministério Público locais, e agradeceu a importância, presteza e eficiência que tais instituições vem dando às suas representações policiais.



www.fernandopop.com -  Fonte -O Expresso
Reações:

0 comentários: